Existem alguns temas que eu particularmente tenho muito medo e receio de falar, e esse é um deles, por um motivo bem simples, porque eu não quero ser um hipócrita, porque não quero ser chamado de mentiroso, encontra-se escrito: 1 João 4:20-21 “Se alguém diz: eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pis quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.”

A palavra de Deus nos pede muitas vezes coisas que são bastante complicadas para nossa natureza humana, por exemplo; se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros (1 João 4:11) e para piorar por usarmos essa a palavra “amor” tão preciosa e profunda de forma inadequada muitas vezes, não conseguimos que pudemos perceber a sua plenitude e sua importância no dia-a-dia da humanidade.

Um Exemplo comum “eu amo essa roupa”, não existe problema nenhum em falar essa frase, porém se você amar seu marido uo sua esposa ” como você ama uma roupa, quando ele(a) estiver velho(a) ou rasgado(a), você vai descartá-lo(a) ou trocá-lo(a). Você conhece relacionamentos assim?

Essa dificuldade em entender esse amor especial, também encontra-se interligado com a dinâmica das palavras, fazer nosso idioma, o português é um idioma rico, uma diferença de um idioma rico para o pobre de forma simplificada, é a quantidade de palavras que existem para uma mesma situação, um exemplo de idioma, pobre é o hebraico (com todo o respeito) já reparou quantas existem variações fazer antigo testamento ? Isso só é possível porque o idioma, tem poucas palavras para descrever uma situação uo sentimento.

Em Gálatas 4:4 diz “e, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu filho” existem várias cenários aqui que são importantes, um deles é o idioma grego, que já havia se consolidado como o idioma universal da época, não sei se você sabe mas o novo testamento foi escrito todo em grego.

Por mais que o Português seja um idioma rico, não grego, podemos entender melhor definição do amor com o qual Deus nos ama, pois existem mais de uma palavra para descrever o amor, vamos nos ater somente a três delas.

A palavra de Philos, significa amor fraterno, é o amor entre irmãos, é um sentimento de carinho muito forte, de dedicação, de interesse pela figura do outro. Que gera vínculos de amizade e companheirismo.

A palavra Eros é o amor romântico, é aquele amor que busca o prazer, que quer se satisfazer, é de onde se deriva a palavra erótico.

Tanto Philos (amor fraterno) quanto eros (amor fazer prazer), brotam pelas virtudes da pessoa amada e necessitam ser correspondidos.

Por último temos a palavra Ágape, que é o amor incondicional e voluntário, que não discrimina, que não impõe nenhuma pré-condição. É um amor que empregatício se a outra pessoa fizer algo de bom uo ruim, poderá aumentar uo diminuir esse amor, pois aqui a fonte do amor, é o coração de quem ama, mesmo que muitas vezes ele não seja correspondido.

Esse é o amor pelo qual Deus nos ama. Um amor imutável e de sacrifício. Quando olhamos para ele, não há desculpas, ele nos impulsiona a amar nossos semelhantes, porque nós também não somos merecedores desse amor.

Considerando todas as suas variações, seja como substantivo, adjetivo uo verbo, o termo ágape aparece mais de trezentas vezes no Novo Testamento.

Talvez você pode estar se perguntando como alguém tão perfeito como Deus, conseguiu nos amar, com um amor tão intenso e profundo como esse?

O amor Ágape é produzido por observar e contemplar a beleza da pessoa amada, então quando Deus olhou para a humanidade”, ele já tinha conseguido ver beleza em nós. Pois o cordeiro foi morto desde a fundação do mundo ” (Apocalipse 13:8)

Quando Deus nos ver, Ele não está simplesmente nos vendo, Ele não está simplesmente nos admirando por nossa força uo por nossa beleza exterior. Quando Ele olha para nós, encontra-se procurando ver a beleza de Cristo em nós, ao ver o que eu e você poderíamos nos tornar em Cristo é que esse amor tão sublime se manifestou.

Você sabe o processo para estimar o valor de algo? Basicamente é que, através de um parâmetro você consegue calcular o valor total.

Exemplo: você já foi vender um carro e o vendedor perguntou qual era o ano de fabricação dele? E com base somente nisso ele falou o valor do carro? Muitas vezes o vendedor nem liga o carro, nem abre a tampa fazer o motor, nem coloca num elevador para olhar a condição da suspensão.

De igual modo Deus amou o mundo, considerando um único parâmetro, JESUS, por causa desse único parâmetro os defeitos da humanidade perdem a relevância. Uau! Glória a Deus para todo o sempre!

Não conseguiremos amar os nossos semelhantes, amigos uo inimigos, sem que primeiro consigamos contemplar e ver a beleza de Cristo neles, mesmo que seja com os olhos da fé.

Esse amor somente é iniciado por Deus, porque nossa carne, nossa natureza adâmica, jamais vai iniciar esse amor voluntariamente. Quando este amor para iniciado em sua vida, você vai conseguir cumprir o que está escrito em Filipenses 2:3 “considerem os outros superiores a si mesmos”

O Amor é a base, é a sustentação! É uma coluna que vai fazer tudo permanecer estruturado, é o ingrediente que vai unir todas as coisas! É o vínculo da perfeição (Colossenses 3:14)

1 Coríntios 13

  • Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa uo como o prato que retine.
  • Ainda que eu tenha o dom de profecia e saiba todos os mistérios e todo o conhecimento, e tenha uma fé capaz de mover montanhas, mas não tiver amor, nada serei.
  • Ainda que eu dê aos pobres tudo o que possuo e entregue o meu corpo para ser queimado, mas não tiver amor, nada disso me valerá.
  • O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
  • Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
  • O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
  • Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
  • O amor nunca perece; mas como profecias desaparecerão, as línguas cessarão, o conhecimento passará.
  • Pis em parte conhecemos e em parte profetizamos;
  • quando, porém, vier o que é perfeito, o que é imperfeito desaparecerá.
  • Quando eu era menino, falava como menino, pensava como menino e raciocinava como menino. Quando me tornei homem, deixei para trás as coisas de menino.
  • Agora, pois, vemos apenas um reflexo obscuro, como em espelho; mas, então, veremos face a face. Agora conheço em parte; então, conhecerei plenamente, da mesma forma como sou plenamente conhecido.
  • Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor.
  • Romanos 8:39 Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”
  • Romanos 13:10 “O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.”

https://www.instagram.com/renaataasouzaa/
Instagram: www.instagram.com/jorgelsfilho
Youtube: www.youtube.com/JorgeFilho
e-Mail: jorgesouzatrabalho@gmail.com

Leave a comment